A BIS Brazil Industrial Solutions, Curitiba, Paraná, atua com soluções em projetos e instalações industriais, em organização industrial, otimização de processos, racionalização da produção, segurança industrial, gestão ambiental, prevenção de riscos, bioenergia e alternativas em energias renováveis.
Organização Industrial e Otimização de Processos
Racionalização da Produção e Segurança Industrial
Sistemas de Gestão Ambiental e Prevenção de Riscos
Bioenergia e Energias Renováveis
BRAZILINDUSTRIAL SOLUTIONS SOLUÇÕES EM PROJETOS E INSTALAÇÕES INDUSTRIAIS
 
 
BIS Brazil Industrial Solutions soluções em projetos e instalações industriais a BIS dispõe de várias tecnologias industriais dicas sobre diversos assuntos sobre tecnologias e indústrias diversas novidades em destaque link para contato com a BIS Brazil Industrial Solutions
 
     
 
ASPERGILLUS FLAVUS: CONHEÇA A AFLATOXINA B1
A aflatoxina B1 é uma das aflatoxinas produzidas pelo fungo Aspergillus Flavus, que se desenvolve principalmente em alimentos. Extremamente tóxica a aflatoxina B1 é um venenoso composto químico estável.

O fungo Aspergillus Flavus está presente em todos os alimentos, tendo sua incidência bastante acentuada na armazenagem principalmente de cereais, amendoim e mandioca. Seu desenvolvimento é rápido, atingindo níveis altíssimos em ambientes favoráveis com temperatura e umidade ideais.

Nos Estados Unidos a agência federal de alimentos (FDA Foods & Drugs Agency) tolera apenas 20 PPB (partes por bilhão) de aflatoxina em qualquer cereal. No Brasil, infelizmente não temos um controle rigoroso da autoridade sanitária sobre a questão nos cereais, o que coloca mais em risco a população de animais como também das pessoas.

Na verdade o maior controle sobre a aflatoxina B1 é feito nas áreas de avicultura e suinocultura em virtude de hoje o Brasil ser um grande exportador de carnes, principalmente de aves, para a Europa e outros países. A obrigatoriedade de manter elevados padrões e do controle da qualidade da carne faz com que os produtores privados obedeçam regras internacionais rigorosas de controle. Isso é positivo para o país.

A história mostra alguns fatos catastróficos sobre esse tipo de aflatoxina. Em 1957 na Inglaterra cerca de 500.000 aves foram exterminadas sem que alguma coisa pudesse ser feita para sustar o mal, naquela época desconhecido. Algo semelhante ocorreu em 1958 nos EUA com a morte de 800 cavalos de raça. Houve um caso em que um lote de castanhas do Pará proveniente do Brasil foi condenado na Alemanha, trazendo prejuízo aos exportadores brasileiros.

O envenenamento por fungos é conhecido como micotoxicose. A avicultura e a suinocultura já têm consciência e conhecimentos avançados sobre esse importante problema, pois com o controle e a erradicação de outras doenças através das vacinas, a questão aflatoxinas tomou importância relevante e pela sua evidência mais clara.

Os sintomas do envenenamento pelas aflatoxinas são:

Nos suínos, desenvolvimento irregular de leitões, icterícia, consumo excessivo de água, urina demasiada, aumento dos rins, pernas tortas, fertilidade reduzida, aborto e queda de produção de leite em matrizes.

Na avicultura, crescimento irregular de frangos, queda de produção de ovos e fertilidade, ovos pequenos e de casca fina, lesões orais, dispnéia, tremor e paralisia.

Os especialistas recomendam a prevenção como o método mais seguro para evitar o envenenamento por aflatoxina B1.
 
  Na alimentação humana:
 
  1   Evitar consumir produtos derivados de cereais com prazo de validade vencido, que apresente aspecto deteriorado ou tenha sua embalagem violada.
  2   Guardar alimentos em locais isentos de umidade e com boa ventilação para evitar temperaturas favoráveis ao desenvolvimento da toxina.
  3   Não comprar produtos de cereais de origem duvidosa.
 
  Na alimentação de animais:
 
  1   Manejar bem a ração evitando umidade, água e condições ideais ao desenvolvimento das aflatoxinas.
  2   Desprender resíduos grudados em depósitos, silos, roscas transportadoras e comedouros.
  3   Verificar o teor de umidade, quantidade de grãos quebrados e infestação de fungos quando da aquisição de milho ou outros produtos agrícolas.
  4   Na produção própria de grãos e sua conservação, precaver-se da migração de umidade, proliferação de fungos e infestação de insetos, proteger contra roedores, da contaminação de inseticidas, como também evitar ao máximo possível a quebra.
  5   Fazer a melhor ensilagem possível, mantendo rigoroso controle sobre aeração e outras medidas na técnica da armazenagem adequada.
  6   O consumidor deverá tomar muito cuidado quanto a embalagens violadas, validades vencidas, ou produtos a granel com aparência duvidosa. Ao abrir uma embalagem, antes de consumir o produto, fazer uma inspeção rigorosa quanto a aspecto e sabor do alimento.
 
Equipe BIS
 
Anterior Próximo
 
QUÍMICA PETROQU͍MICA ALIMENTOS BEBIDAS TÊXTIL CELULOSE E PAPEL METAL-MECÂNICA ELETRO-ELETRÔNICA AGROINDÚSTRIA
 
 
 
  a BIS atende em consultoria, projetos e instalações industriais em todo o Brasil.  
  BIS Brazil Industrial Solutions, consultoria, projetos e instalações industriais, possui larga experiência no segmento técnico industrial, com sede em Curitiba, Paraná, atende todo o Brasil.  
  41 3019-9725  
  central@bisbrazil.com.br  
  Av. Pref. Omar Sabbag, 526 - c1 sl. 4 - Jardim Botânico  
  80210-000 Curitiba PR  
     
 
 
a BIS está no linked in